sábado, outubro 21, 2006

Batalhar sim, mas não pra sempre


Delícia! Vou pegar férias só em dezembro! Quinze dias... vai ser pouquinho!!! Hahahah... mas vai valer a pena, afinal se trata de descanso (sim, vou viajar!!! E aproveitar um monte – quem me conhece e sabe pra onde vou vai dar risada quando ler isto)! E revendo a minha vida, percebi que estava a mais de três anos sem férias!!! Como foi que eu agüentei tanto tempo?! Não sei também (apesar da obviedade chamada Deus), mas tenho percebido que isso está sendo nocivo pra mim: devido a esta falta de descanso, tenho ficado mais nervoso, mais abatido, fraco física e mentalmente, o que de certa forma, devido ao ritmo destes três anos, é algo muito natural, apesar de não ser correto.

E novamente, minha relação do físico com o espiritual tomou forma: trabalhos na igreja, ministérios, vidas, trabalho... Tudo isso envolve aquele esforço já conhecido: oração, correr atrás, intercessão... e o cansaço começando a aparecer, além de inevitável, pode ser muito rápido ou muito sutil...

Tenho aprendido – a muitas duras custas, é verdade – sobre essa realidade. Particularmente sou um ativo-praticamente-extremista: procuro fazer de tudo, me envolver, dar a cara a tapa (tenho prazer nisso). Mas o cansaço vem junto, e o que era um prazer acaba por ser uma obrigação. O que eu faria por amor, faço por obrigação. O que faria por adoração, se torna apenas um peso do qual eu quero me livrar. E, claro, não é o que Deus tem pra nossas vidas.

Ativismo é um perigo grande. As grandes empresas nos dias atuais sabem que funcionários que trabalham excessivamente rendem pouco no decorrer de um certo tempo. Com isso, novos meios de trabalho são apresentados, inclusive cargas horárias menores. No meio de Deus, pior ainda: ativismo, quase sempre, é um sinal muito claro de que existe uma religiosidade no indivíduo – faço, faço, faço... Deus me recompensa! Ativismo religioso é uma praga, e como tal, destrói o local onde está. Destrói porque faz com que as pessoas venham a ver Deus como um Senhor do tipo distante e opressor, e com isso o que era pra me dar prazer acaba se tornando um fardo terrível. Os escribas e fariseus faziam isso, impondo ações legalistas que nem eles mesmos eram capazes de suportar (Mt 23:4). Nós fazemos isso, sempre batalhando, batalhando, batalhando... pra conseguir o que queremos: no fundo, verdadeiramente, é pra satisfazer o ego e o orgulho. Mas a pergunta que Deus, lá do alto, faz: “É pra ficar fazendo tudo isso?!”

É necessário tudo isso?! Não. Entendo, claramente, que a obra deve ser feita sim. Somos os que estão com a mão no arado, preparando o caminho pro Senhor (Lc 3:4). O Reino de Deus hoje é tomado por esforço (Mt 11:12). Temos que trabalhar sim, batalhar pra valer. Porém, de nada me adiantará fazer tudo sem ter dentro de meu coração a alegria no servir. O descanso, muitas vezes, é muito mais necessário que a batalha. Por quê? Porque é no descanso que você presta atenção nas coisas ao redor, ou melhor, pro que Deus tem pra sua vida – você para pra ouvir Deus. Como batalhar se você não está descansado para isso? Nenhum soldado participa de cinco guerras seguidas. Ninguém suporta, normalmente, trabalhar dois anos seguidos e ficar inteiro. Descanso é necessário pra repor forças, rever conceitos, reconhecer sua própria situação, e acima de qualquer outra coisa, ver que Deus é PAI. Mais do que ordens, ombros e colo disponíveis pra você descansar e meditar, chorar e descarregar. Mais do que um líder, um ser amoroso que nos quer bem.

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”. (Mt 11:28-30)

Descansemos. Isso nos poupa de muitos inconvenientes desnecessários, e nos traz respostas importantíssimas!

Jef!!!

2 Comments:

Anonymous Victor said...

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve”

esse texto ja diz tudo, no céu vai ser baum di++++++

outubro 22, 2006 11:34 PM <$BlogCommentDelete?????????B?p??E?E????????????????????????????????????????†??????????????????????????????????†???????????????????????????????????????????????????????????????????4???????4?????????????????? ??????Icon$>
Anonymous Scheila said...

descanço é mto bom.... =)
ainda mais depois de lutas e batalhas, é realmente necessário descançar, pra continuar rendendo aquilo q espera-se de nós...

Jef. Boa Viagem ;)
hauhauahuah

outubro 23, 2006 9:23 AM <$BlogCommentDelete?????????B?p??E?E????????????????????????????????????????†??????????????????????????????????†???????????????????????????????????????????????????????????????????4???????4?????????????????? ??????Icon$>

Postar um comentário

<< Home