quinta-feira, dezembro 21, 2006

Amor e Desertos

Desertos de Deus e desertos humanos

“I don’t wanna be alone” (Eu não quero estar sozinho) música Work, Jars of Clay

No meu último artigo, apresentei o amor de Deus em meio aos desertos que muitas vezes passamos – e sim, existe uma necessidade de que passemos por eles. Mas, se levarmos em conta as várias pessoas que passaram pelos desertos nas suas vidas, vemos que muitas passam vitoriosas; outras, entretanto, desfalecem brutalmente no meio do caminho. O por quê disto? É o que trataremos aqui hoje: o deserto é necessário sim, mas quando Deus nos conduz ao mesmo. Na verdade, muitos dos que desfalecem (senão todos) são devido a terem se guiado ao deserto por conta própria, ou não ouviram ao Senhor no período de deserto colocado pelo Pai.

Estranho não? Mas é a realidade. Após a vitória massacrante sobre os profetas de Baal (1Rs 18), Elias teria de tudo pra ser imbatível – raramente encontraríamos alguém por aí capaz de desafiar um bando de gente e sair por cima como ele!!! =D –, até orou pra que chovesse depois de tanto tempo sem chuva – um “bônus”, hehe – , mas bastou uma ameaça de uma pessoa chamada Jesabel que o castelo dele caiu, e em 1Rs 19:4 foi o fundo de seu poço:

“Ele mesmo, porém, se foi ao deserto, caminho de um dia, e veio, e se assentou debaixo de um zimbro; e pediu para si a morte e disse: Basta; toma agora, ó Senhor, a minha alma, pois não sou melhor do que meus pais”.

Vai entender... õ.0 ... Mas é assim: quando menos nos damos conta, estamos desistindo de tudo àquilo que Deus nos dá – realização, milagres, vitórias – e nos entregamos a um caminho cego e sem saída – um deserto humano! É o deserto que matou os grandes líderes, aniquilou a inteligência dos mais sábios, destruiu uma grande parte dos cristãos mais fervorosos. E tudo por nossa falta de entendimento.

Mais adiante, o próprio Elias teve que reconhecer algo que nunca percebeu – nunca esteve sozinho (1Rs 19:18). E é assim que mais uma vez acontece – sempre questionamos a solidão, mas ainda bem que Deus é muito misericordioso, senão... XD

Mas esse ainda é um “exemplo belo”, mas quantos conhecidos, ou até mesmo nós, nos desviamos do que Deus tem pra nossa vida devido a caminharmos em nossas próprias vontades, que no final funilam a um deserto de morte e falta de esperança? Que não deram ouvidos a voz de Deus, que nos fala de tantas formas, pra pedir a morte depois? Queridos, é algo sério o assunto misericórdia – Deus não teria a obrigação de cuidar de infiéis, algo que no Velho Testamento ele deixa bem claro, mas pelo propósito divino e pelo amor que Ele tem pelo ser humano a ponto de entregar seu Filho a um povo infiel e desobediente Ele ainda cuida (e muito) de nós. É o que a Bíblia inteira mostra – Davi teve quase um deserto eterno dentro de seu próprio lar devido ao seu pecado com Bate-Seba, mas Deus até o último momento foi com ele. Elias poderia ter morrido ali, mas Deus o alimentou e lhe fortaleceu.

Paulo entendeu isso, e muito bem, quando Deus lhe disse em 2Co12:9: “A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza”. É no momento de nossa vulnerabilidade que ficamos sensíveis a voz de Deus. E acredito que Deus esperava isso de Israel quando eles estavam no deserto, com provisão de alimentos, vestimenta e presença de Deus – que o coração deles fosse mais maleável, algo que vemos em Moisés, Josué e Calebe.

Amados, essa é a parte segunda (e por enquanto final) sobre os desertos. Posso dizer que o período de deserto em nossas vidas são experiências maravilhosas, pelo simples fato de que tudo o que você precisa, pra viver feliz neste mundo, é do Amor de Deus. Lendo um livro de um psicólogo cristão (Augusto Cury), ele faz uma citação muito importante e interessante – “um homem querendo se suicidar não procura tirar a sua vida, mas na verdade procura acabar com a dor que ele sente”. Sofremos muito por não entendermos o Amor de Deus, e esta é a razão de tantos se desviarem, enfraquecerem ou se perderem em meio ao caminho. Busque como nunca o Amor de Deus. Além de lhe trazer forças e nova vitalidade nos períodos secos da vida, você terá recompensas profundas e maravilhosas da parte do Pai pra sua vida.

Seja fortalecido, e ricamente abençoado pelo Amor de Deus, em nome de Jesus.
Jef!

4 Comments:

Anonymous Victor said...

falar sobre deserto é muito dificil, é uma fase delicada né

dezembro 21, 2006 6:08 PM <$BlogCommentDelete?????????B?p??E?E????????????????????????????????????????†??????????????????????????????????†???????????????????????????????????????????????????????????????????4???????4?????????????????? ??????Icon$>
Anonymous Mancallas said...

muito muito bom artigo vem de encontro! ao que tou passando! é DEUS! mano jeff uma coisa qual o titulo do livro de "cury" que tem essa frase? estou interessado em lê-lo!abraço

dezembro 24, 2006 11:18 AM <$BlogCommentDelete?????????B?p??E?E????????????????????????????????????????†??????????????????????????????????†???????????????????????????????????????????????????????????????????4???????4?????????????????? ??????Icon$>
Anonymous Jef said...

Callas - "Dez leis para ser feliz"
É pequeno e bem barato - coisa de US$2,50

=D

dezembro 25, 2006 12:35 AM <$BlogCommentDelete?????????B?p??E?E????????????????????????????????????????†??????????????????????????????????†???????????????????????????????????????????????????????????????????4???????4?????????????????? ??????Icon$>
Anonymous Scheila said...

é uma fase delicada, porém dentro do propósito de Deus, provamos experiências maravilhosas, além de ter a promessa da terra prometida q mana leite e mel, no pós deserto

dezembro 26, 2006 2:14 PM <$BlogCommentDelete?????????B?p??E?E????????????????????????????????????????†??????????????????????????????????†???????????????????????????????????????????????????????????????????4???????4?????????????????? ??????Icon$>

Postar um comentário

<< Home